top of page
  • Foto do escritorOba! Multimídia

Cuidado com o que compartilha nas redes sociais!


Sabe aquelas notícias que você encontra nas timelines de suas redes sociais, acredita, sai compartilhando e depois descobre que não são verdadeiras? Pois bem, elas são as famosas fake news. Apesar de ser amplamente debatido, este tema tem ainda deixado muita gente de calças curtas. Isso acontece porque elas, as fakes news, são convidativas, apelativas e são conteúdos criados com o objetivo de viralizar mesmo. Por ser mais cômodo, nem sempre buscamos averiguar a fundo as nossas fontes de informação.


Uma situação ainda mais crítica é quando você não separa o seu perfil pessoal nas redes sociais do perfil de sua empresa e acaba tudo em um ambiente só. Nesses casos a atenção tem que ser redobrada, pois suas opiniões pessoais podem gerar antipatia de seus seguidores perante o seu posicionamento social, político, cultural e até religioso.


Por isto nossa primeira dica é: saiba separar suas opiniões pessoais dos posicionamentos de sua empresa sobre determinados temas, principalmente os mais polêmicos! Para dizer o que você pensa tenha uma conta só sua, onde você compartilhe estes conteúdos não com clientes, mas com seus amigos e parentes. Esse espaço é seu!


Mas voltando ao assunto, como identificar a “mentirinha” atualmente bem comum nas redes sociais? Vamos deixar 4 dicas para que suas postagens sejam mais seguras.


1º Nunca compartilhe nada antes de ler e refletir.


Sabemos que é difícil controlar os dedos nessa hora, mas NUNCA curta ou compartilhe uma notícia sem antes fazer uma leitura com um mínimo de criticidade! Você pode estar se comprometendo com algo que sequer tem conhecimento. Quando curtimos ou compartilhamos algo, estamos dizendo para as pessoas que concordamos com aquele pensamento. Quando se trata de um perfil empresarial, a coisa complica ainda mais. Neste caso você pode deixar muitos seguidores insatisfeitos, podendo até perdê-los.


2º Faça uma busca acerca do conteúdo, em sites de busca.


Uma pesquisa rápida pode desmascarar as Fake News. Se ao buscar determinada informação você só encontrá-la em páginas desconhecidas, suspeitas, ou ligadas a grupos políticos específicos, é melhor evitar o compartilhamento. Faça uma análise e identifique se a notícia está nas grandes mídias. Se sim, o conteúdo pode ser seguro. Tem sites (como o e-farsas e boatos) que dissecam a notícia e sempre chegam a conclusão sobre a veracidade, ou não.


3º Pesquise a reputação do veículo.


Conhecer o veículo onde a notícia foi publicada é importante. Muitos sites, como por exemplo o Sensacionalista, criam notícias falsas pois atuam com o humor na rede. Em tempos de clara polarização no campo político e social, o que não falta são exemplos de sites ligados a grupos que distorcem a realidade em busca de proveito ideológico e econômico. Por isto, é importante se certificar para não pagar mico, achando que está compartilhando notícias, quando na verdade você está compartilhando piadas, mentiras ou puro discurso de ódio.


4º Por último e não menos importante, use o bom senso!


Sempre se questione: esse acontecimento é científico, se trata de uma notícia possível? Será que essa pessoa ou empresa, por mais que eu não goste dela, seria capaz de fazer uma declaração como esta? (…)

Refletir antes de agir sempre é um ótimo caminho!

8 visualizações0 comentário
bottom of page